Projecto Francesinha Um Projecto de bem comer a norte

16Feb/1122

Gambamar – Afinal há mais que marisco

Para esclarecer as mentes mais interessadas e/ou os mais distraídos, o Projecto Francesinha ocorre com periocidade quinzenal às terças-feiras. Mais uma terça-feira e o Projecto Francesinha não deixa as suas tarefas em mãos alheias.

Fim de tarde cinzento, com chuva aqui e ali. O Projecto Francesinha não se amedronta e parte para mais um etapa. Desta feita a escolha recai sobre o Restaurante Gambamar, local famoso pelos mariscos e seus derivados, bem como pelas Francesinhas. As expectativas estavam elevadas, o elevado número de sugestões que nos fizeram deste local sustentam esse sentimento. Nós aqui jogamos mais no campo da degustação e enfardamento propriamente dito. Deixamos o requinte e a especialidade da cozinha para quem de direito. Como diz um amigo: 'Somos uma equipa, cada um tem a sua função'. A nossa é claramente sentar, pedir, esperar, comer e apreciar os manjares que nos colocam á frente.

Chegados ao local, com estacionamento privativo. Entramos e rapidamente nos encaminham para a sala de não fumadores. Apresentam-se entradas que condizem com o nível do local, médio-alto. Todas as movimentações foram estudadas ao pormenor, não há movimentos despropositados, os empregados primam pela atenção e preocupação com que tudo esteja perfeito.

Pela primeira vez fomos reconhecidos. Não percebemos como, mas é um facto que não é propriamente do nosso agrado. Fazemos tudo por passar incógnitos. E é assim que pretendemos continuar.

Olhando para o menu reparamos que não há grande margem de manobra, apenas uma referencia á maior invenção Gastronómica Portuense do século XX. Não hesitamos e apostamos tudo, como de uma jogada de Póquer se tratasse, na Francesinha com ovo e batata frita. Enquanto ocupamos a nossa função de comensais, aguardamos acompanhados de uns queijinhos.Tudo parece correr sobre rodas, até as Francesinhas chegam á mesa acomodadas num carrinho. Algo já mais visto, mas dado ao apuro do local nada nos surpreende.

Primeiro olhar, a cor do molho não inspira muita confiança. Pelo contrário o luzir das batatas fritas auspicia boas marés. São para os nossos olhos pepitas. Tudo é colocado na mesa com primor. Iniciamos então a nossa rodada. Posicionamos algumas petitas (leia-se batatas fritas) entorno da Francesinha. Primeiro facto, mal atingimos ao queijo uma bela surpresa: o pão era ligeiramente torrado, o que deixava antever um manjar condizente com o primor e requinte do espaço. Algo não bate certo, o molho não joga bem com as batatas, muito por culpa deste e não das pepitas. Há algo que não é de facto do nosso agrado, assim como a cor, o sabor também não é do melhor que já provamos. O sabor muito forte a tomate, e provavelmente o molho de marisco, algo que não conseguimos identificar devidamente, conferem ao molho um sabor que as nossas bocas e estômagos não aprovam. Ao invés, os ingredientes estão todos lá! E de muito boa qualidade. Um bife com a altura que apreciamos, e cozinhado no ponto. A salsicha fresca surge em abundância, a linguiça também, bem como fatias de presunto e fiambre. Até camarão encontramos! De facto ingredientes de luxo e graduação elevada.

Ao contrário dos ingredientes o molho fica mal na fotografia, destoa um pouco neste ramalhete quase perfeito. Saímos com o sentimento de que esta Francesinha poderia voar muito mais alto se o molho e queijo fossem de melhor qualidade.

Já desde o longínquo 9 de Outubro de 2010 - com a entrada do Tappas - que o nosso Top 3 não era mexido. E assim sendo é com prazer que anunciamos uma entrada directa. Desta forma sólida, o Restaurante Gambamar voa para o terceiro lugar. Decisão consensual entre os quatro. Claramente uma boa Francesinha que, pensamos nós, deverá crescer ao nível do molho. De resto está, como se costuma dizer, no ponto!

Foi um final de dia bastante activo para o Projecto Francesinha, acompanhado de uma refeição à altura das espectativas. Não percam os próximos episódios, porque nós também não...

Mais uma vez agradecemos todas as sugestões, comentários e apoio que nos tem dado! A vossa participação alimenta o nosso desejo de vos trazer e apresentar as melhores Francesinhas deste país. Só com a vossa participação e apoio o Projecto Francesinha continuará e atingirá o seu objectivo: 'Apurar qual é, de facto, a melhor francesinha do país!'

Parâmetros lmatias
rpinto
hvara
dalves TOTAL
Local 8 8 8 7 7.75
Molho 6 5 5 6 5.5
Batatas 8 8 9 8 8.25
Inovação 7 7 6 7 6.75
Ingredientes 8 8 8 8 8
Preço 6 6 5 6 5.75
PONTUAÇÃO FINAL 7.17 7.00 6.83 7.00 7.00
CUSTO TOTAL 11.35 €
Comments (22) Trackbacks (0)
  1. Caros colegas da boa mesa.
    Antes de mais tenho a dizer que respeito as vossas opiniões, e não pretendo tentar fazer-vos a cabeça para que mudem de ideias, nada disso. Têm a vossa estrutura de decisão própria, que não conheço, nem pretendo conhecer, muito menos denegrir.
    Mas sinto-me na necessidade de expressar o meu desagrado por esta vossa avaliação. Não vou defender o Gambamar, nunca sequer lá fui, nem sei onde fica. Mas parece-me totalmente inapropriado que uma francesinha que teve direito a entrada directa para o 3º lugar esteja tão mal referenciada por vocês no que respeita ao molho, o elemento central de uma francesinha. Seriam os restantes ingredientes assim tão bons para cobrir tamanha falha?
    Peço desculpa pelo desabafo, mas não consigo entender mesmo.

  2. Só queria deixar um pequeno reparo na sistema de pontuação das francesinhas.
    Acho que não devia ser dada a mesma importância a todos os elementos que avaliam. Por exemplo, a parte da inovação está ao mesmo nível do molho, que é só a parte mais essencial de uma francesinha.

    Apenas uma opinião de uma pessoa que não passa sem uma boa francesinha.
    Parabéns!

    • Viva,

      É discutível. E por ser discutível, fomos democráticos e nivelámos tudo por igual.
      É uma pontuação…não dizemos que é a melhor mas é a nossa.
      É igual para todas…daí que terá o seu valor. Se formos coerentes, acabamos por retirar os dividendos disso mesmo.

      Cumprimentos,
      LMatias

      • Compreendo o critério e faz sentido. Mas podiam fazer como é comum em algumas reviews automóveis: deixar o utilizador dar o seu peso a cada elemento de avaliação. Isso é fácil, usando javascript.

        • Viva,

          A questão não é tecnológica, é mesmo uma questão de critério. Não abrimos a votação aos utilizadores por uma questão de justiça e igualdade…há outros sites que o fazem, são projectos diferentes. O nosso é o da Francesinha!

          Bem hajam!
          LMatias

          • Desculpa, mas por uma questão mesmo de critério de igualdade é que deveria haver um sistema de votação pelos users, em que se veria uma pontuação média à parte das vossas! E o top continuaria segundo as vossas pontuações.

            Isso seria democrático e não haveria tantos posts de protestos como se pode ver aqui.
            Não sejam conservadores e abram os vossos horizontes, só assim é que se evolui e cativam pessoas a cá vir e ficar ;)

            Abrc e boa continuação de projecto

  3. meus amigos vao me desculpar a sinceridade mas parece que de francesinhas nao percebem la muito…..
    1º lugar molho do gambamar n leva molho de marisco..
    2ºpresunto????tambem nao leva e nunca levou..
    assim nao podem apreciar uma verdadeira francesinha se nem os ingredientes conseguem identificar…fica a incógnita se voces sao realmente bons apreciadores de francesinhas…

    • Viva,

      Já não é a primeira vez que temos funcionários e donos de casas que nós visitámos e criticámos positiva e negativamente que vêm comentar os nossos posts.

      Nós gostamos e agradecemos isso. Claro que a independência é sempre inexistente por motivos óbvios que todos entendemos.

      Nunca nos definimos como entendidos ou especialistas. Isso são os leitores que têm de apreciar. Nós apenas vamos relatando as nossas experiências e avaliando-as de forma consistente. O resto é convosco.

      Não poderemos nunca fazer-vos as vontades todas e tal nunca irá acontecer. Logo, se a francesinha duma casa tem aspectos positivos, esses vão ser relatados. Se tiver negativos, também. É interessante termos opiniões diferentes.

      Cumprimentos,
      LMatias

  4. muito bem mas msm assim para fazer uma critica da francesinha convem fazela de forma correcta,nao quero que nos façam a vontade apenas que digam o que corresponde aquilo que comeram nao “acrescentando”ingredientes.
    cumprimentos

    • Viva,

      Nós relatámos a experiência como ela nos parece. É evidente que nada é infalível mas não acrescentamos ingredientes propositadamente…nem nunca o faremos. Somos autênticos…com tudo o que isso tem de bom e de mau.

      Cumprimentos,
      LMatias

  5. Boas, o molho do gambamar é parecido como o da cervejaria da galiza relativamente a um certo sabor a marisco?

    cumprimentos

  6. Não compreendo como as francesinhas da Gambamar estão em terceiro lugar. Se assim permanecer, as pessoas vão atribuir descrédito total ao projecto. Pelo menos por mim e bastantes familiares e conhecidos meus bastava entrarem no site e ver em terceiro lugar o Gambamar, acho que não voltavam a entrar no site.

    • Viva,

      Permanecerá certamente assim até que exista uma visita a outra casa que tenha uma pontuação superior.
      Não fazemos pontuações a pedido…limitamo-nos a avaliar as experiências que temos nas casas e a que tivemos no Gambamar foi excepcional, tal como reflecte a classificação. A credibilidade e as visitas ao website são ao gosto de cada um.

      Boas Francesinhas a todos.
      LMatias

  7. Parabéns pelo vosso projecto, que acho um máximo! Quero também dar-vos os parabéns por se darem ao trabalho de responder com palavras amigáveis aos infindáveis “apreciadores de francesinhas” que comentam todos os vossos posts a exigir-vos que mudem de opinião e de pontuação. É preciso ter lata (nunca entenderei o ser humano!)! Mais uma vez, adoro o vosso projecto e continuem a escrever sobre esta iguaria da Invicta!

  8. Viva.
    Antes de mais, parabéns pelo vosso projecto.
    Sugiro que revisitem o gambamar, pois deverão ter tido azar no que diz respeito ao molho.
    Ainda hoje ao almoço saboriei uma das nossas amigas, e posso confirmar que o molho estava soberbo.
    Considerando todos os parametros, acho que é a melhor francesinha do Porto e portanto, do mundo! (Tirando a da minha santa mãezinha!!!)

    • Viva Nuno,

      Antes de mais, é importante frisar que, para o bem e para o mal, não damos 2as oportunidades.
      O Projecto é mesmo assim…conta com o inesperado, conta com um dia mau…é uma amostra. Podia ser um dia em qualquer outra pessoa fosse lá, calhou de sermos nós. Temos, normalmente, o cuidado de não visitar os espaços em alturas em que estejam muito cheios…ou dias até.
      Fora isso, transmitimos a experiência tal como ela foi.

      Obrigado pelas tuas palavras de incentivo. Desde já te convidamos a inscrever-te no nosso aniversário e vir festejar connosco um ano de PFrancesinha!

      Cumprimentos,
      PFrancesinha

  9. O vosso site chamou-me a atenção pois sou um bom apreciador de francesinha. Tenho no entanto que vos dizer que não concordo em nada como vocês avaliam as francesinhas.
    1º – O molho é o mais importante da francesinha e vocês poe ao mesmo nivel de umas batatas fritas???? Antigamente a francesinha nem com batatas fritas era servida.
    2º – O local não é nada importante para se comer uma francesinha. Desde que ela seja boa em qualquer sitio pode ser comida…até num tasco….

    Por isso o meu conselho é que revejam a forma como as avaliam, pois em nada concordo de ver uma francessinha em que o molho é avaliado com a nota 5..estar no TOP 3…

    Um abraço
    Bernardo

    • Viva Bernardo,

      O que conta ou não para definir o que é uma boa francesinha fica ao critério de cada um.
      Nós avaliamos vários aspectos…as pessoas valorizam mais uns do que outros.
      O peso de cada aspecto é uma discussão longa. Nós fomos “democráticos” e escolhemos uma média ponderada. Contudo, esta não é a “nossa guerra”.
      Obrigado pela tua contribuição.

      PFrancesinha

  10. Boa noite, antes de mais gostaria de parabenizar os senhores no sentido de divulgarem bons estabelecimentos para a “malta de fora”.

    No entanto tenho um reparo a fazer após ter lido esta review. Tal como vários leitores já referiram, a distribuição da pontuação é muito falível.

    Se os senhores se dizem “admiradores de francesinhas” concordarão comigo certamente, que o molho é a “alma da coisa”.

    Não conheço este restaurante, mas não seria a minha escolha visto estar tão mal referenciado a nível do molho, ainda por cima estando em top 3.
    Nunca iria a um restaurante pelas maravilhosas batatas fritas quando o molho não é o que mais agrada ao palato. Se é que me entendem.

    Resumindo, eu preferia uma tosta mista com um BOM molho de francesinha, do que uma francesinha com tudo do BOM, mas um molho rasca. E por rasca digo todos os molhos demasiado líquidos ou feitos com polpa de tomate, por exemplo. Mas isso já são gostos, e o meu é requintado.

    Molho que é molho é manteiga, cerveja, ketchup, maizena e os pozinhos de perlimpimpim que cada casa coloca a seu gosto, e que se eu dissesse estaria a estragar o negócio a muita gente.

    É só a humilde opinião de uma leitora que gosta de comer uma bela de uma francesinha com “tudo a que tem direito”.

  11. parece-me que a ponderaçao devia ser outra..

    Devia ser dada mais importancia aos ingredientes, preço e molho como decisores principais.

    quase q é possivel que uma francesinha horrivel, se tiver boa batata e bom local tenha uma boa nota

    • Diogo,

      Esta é já uma discussão antiga…a ponderação é cada um de vocês que tem de fazer…se o local for bom e a batata também, acho dificil que o resto não acompanhe ou vice-versa. Quando há uma preocupação pela qualidade, é pelo todo…mas compreendo o ponto de vista.

      PFrancesinha


Leave a comment

(required)


*

Trackbacks are disabled.