Projecto Francesinha Um Projecto de bem comer a norte

24Sep/107

Decomur – A Francesinha Low-Cost

Mais uma semana e não poderíamos falhar. Estando com um elemento a menos optamos por um local seguro e que nos proporciona-se uma refeição tranquila. Decidimos optar pelo segundo lugar da votação dos leitores, e dirigimo-nos ao Café Decomur. Local conhecido e reconhecido pelas suas Francesinhas proeminentes.

Como sempre 20h no local marcado, todos surgimos a horas e com vontade de apreciar mais um repasto, e temos em mente que não será uma vulgar refeição. Solicitamos ao empregado que nos traga o menu e facilmente optamos pela tradicional Francesinha com ovo e batata frita. Pedimos as habituais entradas salgadas variadas, de dizer que vieram para a mesa numa quantidade considerável (rissóis, chamuças, croquetes e bolinhos). Devoramos as entradas e passados poucos minutos surge a Francesinha. Bom visual. Boa altura. Bem servida. A acompanhar dois pratos bem compostos de batata frita.

Avançamos e não ficamos desiludidos. Pão de forma de torrada ligeiramente torrado, coberto com a medida certa de queijo derretido no ponto ideal. Ao atingir o interior reparamos que o bom visual 'faz pendant' com o seu interior. Muito bem recheada, com tudo a que uma Francesinha tem direito, do bom e do mais saboroso. Um bom bife, boa linguiça e boa salsicha fresca. O molho era consistente e saboroso.

Consideramos uma Francesinha muito madura, contudo ainda tem de crescer ao nível da qualidade do acompanhamento. As batatas estavam mal fritas e por vezes cruas. Os dois pratos que se deslocaram até à mesa ficaram praticamente intactos...

Parâmetros hvara
rpinto
dalves TOTAL
Local 7 7 7 7.00
Molho 8 6 8 7.33
Batatas 3 3 4 3.33
Inovação 6 5 5 5.33
Ingredientes 8 7 8 7.67
Preço 8 8 8 8.00
PONTUAÇÃO FINAL 6.67 6.00 6.67 6.44
CUSTO
6.8 €
Comments (7) Trackbacks (0)
  1. Saúdo este site… Para mim, Decomur é o meu spot para francesinhas… Levo lá toda a gente que não conhece francesinhas, especialmente de fora do Porto e adoram!

    Um abraço!

  2. Boas,

    Para mim o Decomur é “o local” para comer uma boa francesinha esporadicamente. Já lá levei pessoas que diziam que não gostavam de francesinhas, e agora estão convertidas! :)

    Lamento é a pontuação que vocês lhe deram, acho que não reflecte minimamente a qualidade da mesma (por causa das batatas !?!?!?!?), a qual considero (muito) superior a outros locais que estão acima no ranking. Mas isto é apenas mais uma opinião, como toda a gente diz no Porto, cada um tem o seu “sítio” da melhor francesinha…

    Parabéns pela iniciativa!

    • Viva Luís,

      Cada um dá a importância aos parâmetros que quer. Não existe uma fórmula perfeita nem nós somos tão pouco donos da razão.
      Temos um projecto e temos certas regras que cumprimos com o máximo de justiça. Nem sempre as pessoas concordam mas o importante é não sermos parciais.

      Melhores cumprimentos,
      PFrancesinha

  3. Boas noites meus caros. Sigo o vosso blog há bastante tempo já, mas por inércia acabei por nunca cá comentar, mas agora reparei que o meu colega de lides académicas Frederico Marchand comentou aqui, e aproveito para lhe enviar um abraço.

    Relativamente aos scores, acho bem que se mantenham fiéis àquela que e a vossa convicção relativamente ao prato que melhores sensações me proporciona ao degustar, mas sou obrigado a concordar com o colega Luís. Penso que é um pouco estranho atribuir a mesma importância às batatas fritas que ao molho, por exemplo. Uma francesinha sem batata frita, é uma francesinha, mas sem molho não. Fora isto e fora a inovação, que também considero pouco ou nada importante, vocês têm exactamente o mesmo gosto que eu: sem estes dois parâmetros, a francesinha do Decomur estaria em primeiro lugar ;)

    um abraço, votos de continuação de excelente projecto e boas francesinhas!

    • Viva Alexandre,

      A tua opinião foi assertiva…é daquelas que gostamos, mesmo que de nós discordem!
      Na verdade, tens razão nisso. Contudo, no início, tivemos de definir um critério. O nosso foi: comer sempre francesinha especial com batata frita e ovo, tentando experimentar sempre coisas novas que inovem em relação ao original de forma positiva. O peso de cada critério é muito subjectivo e essa não é a nossa discussão nem é o nosso projecto…mas sim o vosso!
      A inovação é importante: quem inventa bem e quem não inventa mas também o faz bem deve ser premiado em relação aos restantes.
      A inclusão de gambas no recheio da francesinha bem como a francesinha em fogão em lenha – desde que mantenha as caraterísticas da original – bem como um molho mais tolerável são características que foram valorizadas neste parâmetro e que nos parecem relevantes.
      Agora…são ou não tão relevantes quanto o molho? Isso já é a vossa opinião…nós somos democráticos e fazemos uma média ponderada. A verdade é que se fôssemos a atribuir pesos teriamos o dobro dos comentários e o triplo das discordâncias…corcordas?

      PFrancesinha

  4. É uma verdade!

    Agora que trabalho em Lisboa as saudades apertam, sempre que tenho oportunidade de escapar da capital, a primeira refeição é sempre aquela que me faz sentir em casa, a nossa Portuense francesinha! E neste espírito não interessa qual se prefere. Apreciar a francesinha e o facto deste prato nos fazer sentir em casa é o mais importante :)

    um abraço a todos!


Leave a comment

(required)


*

Trackbacks are disabled.