Projecto Francesinha Um Projecto de bem comer a norte

19Jul/110

O Chinês – Mas sem Pauzinhos

francesinha_chines-300x239

Local de encontro combinado, destino final escolhido. O Projecto Francesinha está a aquecer para mais uma investida. Definimos a rota, fecham-se as portas, colocamos os cintos, liga-se o motor. Aí vai o Projecto à descoberta, por esse Portugal profundo e virgem. A viagem vai ser longa. A paisagem pintada de verde acompanha a nossa conversa descontraída e animada. Gostamos de ser surpreendidos, de descobrir. No fundo somos curiosos, aventureiros.
Para hoje temos para vos apresentar 'O Chinês'. Não, não é o melhor chinês da actualidade. Até porque este chinês joga um futebol de sabores muito pouco orientais. É um Chinês, bem Português. Um Chinês que sabe receber, sabe servir. Situado bem perto das margens do rio Vizela, em Fafe.

Entramos, a casa esta bem composta de locais, que bebem o seu aperitivo e deliciam-se com mais um final de dia de Domingo. Somos observados, não por sermos estrelas de cinema, talvez por sermos estrangeiros, é natural. Lá nos sentamos. Os Fafensses pedem mais copo e começa a rolar a bola na televisão. Passa um tal de um torneio que tem nome de rio. Quanto a nós olhamos para o menu....existe uma lista de 7 ou 8 modalidades à nossa escolha. Aqui a nossa mais que tudo, é carinhosamente tratada por 'Francesa'. Talvez a tradução do Mandarim assim o imponha...ninguém sabe! Optamos pela tradicional, para não complicar. Pedimos a 'Francesa à Chinês' com batata. Basicamente Francesinha com ovo e batata frita.

Chegam umas tostinhas e uns queijos. Chegam as bebidas. Um atendimento bem tradicional, onde a preocupação está sempre presente. As tostinhas, para nossa tristeza, acabam. Aguardamos um pouco e elas surgem. Chegam em pratos de barro. No entretanto chega, o que se veio a revelar, o melhor da festa. Uma travessa generosamente preenchida por batatas toscas e com um aspecto delicioso. As Francesinhas tem um aspecto normal, apenas isso. São baixas. O queijo envolve por completo o pão de forma, daquele bem fininho e mole. Ideal para os que tem perguiça em mastigar. Mole de mais, na nossa opinião.

No interior é apresentado um bife muito consistente. Um bom bife, vê-se que é 'amanhado' com carinho e temperado do jeito tradicional. Pequenas rodelas de chouriço vão surgindo à medida que vamos avançando para o interior da Francesinha. Falta a linguiça e a salsicha fresca. Temos fatias de fiambre generosas, cuidadosamente colocadas. O molho era doce. Demasiado doce. Tomate em demasia. Um textura agradavel, uma cor avermelhada muito intensa.

Valeu pela experiência, pela viagem e acima de tudo pela paisagem verde e calma que nos acompanhou durante a viagem. O mito foi desfeito, existe pelo menos um Chinês que serve Francesinhas! A viagem é longa desde o Porto. As portagens estão cada vez mais caras, apesar do asfalto parecer praticamente um estaleiro a céu aberto. Conclusão, para que estiver nas redondezas vale a pena a visita, para os outros...talvez não. Um abraço a todos vocês que fazem este blog viver diariamente. Viva a Francesinha!

Parâmetros lmatias
rpinto
hvara
dalves TOTAL
Local 6 6 6 6 6
Molho 5 5 5 6 5.25
Batatas 8 7 8 8 7.75
Inovação 5 6 5 5 5.25
Ingredientes 6 6 5 6 5.75
Preço 7 6 7 7 6.75
PONTUAÇÃO FINAL 6.17 6.00 6.00 6.33 6.13
CUSTO TOTAL 6.90 €
Comments (0) Trackbacks (0)

No comments yet.


Leave a comment

(required)


*

Trackbacks are disabled.