Projecto Francesinha Um Projecto de bem comer a norte

24Jan/131

Lado B – Porque ha sempre outro ponto de vista

LadoB-Francesinha

Há muitos anos atrás, o tal Sr. Daniel Silva trouxe as mais que tudo para o Porto. Claro que estas coisas das lendas têm sempre outro ponto de vista...mas a verdade é que foi ali no centro do Porto - onde tudo é mais autêntico - que esta história começou. E parece que a francesinha tem outro sabor quando temos que percorrer a Rua Sá da Bandeira ou a Passos Manuel para comer uma. É assim uma coisa que não sei bem explicar...mas que é muito nossa, muito nortenha! O Café Santiago não demorou muito a perceber isso...mas mais recentemente, o Santiago F abriu mesmo ao lado propositadamente para aqueles que, parando naquelas bandas, não conseguiam uma mesa a tempo no famoso espaço nortenho.

Decididos a aproveitar todo o potencial daquela zona, o Lado B mudou também recentemente as instalações para esta mesma rua. De apresentação agradável à vista, ameaçando o look tradicional, e de staff jovem, esta versão alternativa parece atrair muitos dos que por aqui passam. Ainda que a nossa questão seja a mesma: Será que é aqui que jaz a melhor francesinha do país? A escolha foi discutida com o nosso convidado que já conhecia o espaço, que sugeriu ainda o estacionamento no parque do Via Catarina...gratuito a partir das 20h. É sempre um prazer contar com a contribuição do nosso amigo e convidado Rui para estas coisas. Obrigado!

Ainda que no dia da nossa visita estivessem praticamente vazios, as entradas estavam quentes e do nosso inteiro agrado....mantiveram-nos entretidos enquanto a actuação da noite não começava. E foi com grande pompa e serviço cosmopolita que as - já velhinhas - francesinhas surgiram na nossa presença. Os ingredientes eram sublimes! Do melhor que já provámos...ainda que o molho não faça jus a este verdadeiro investimento: um espaço com aquela apresentação e localização merecia um molho melhor. O preço na casa dos 9 euros não engana...as batatas não a safaram...e o Lado B é mesmo a segunda hipótese caso queiram comer uma francesinha na Rua Passos Manuel. Ainda que seja preciso dizer: é pena! Um abraço a todos os que nos seguem e o forte desejo de um bom 2013.

 

Parâmetros lmatias rpinto dalves convidado TOTAL
Local 8 8 7 7 7.6
Molho 5 5 5 6 5.1
Batatas 7 6 6 6 6.3
Inovação 6 6 6 6 6.0
Ingredientes 8 7 8 8 7.7
Preço 6 6 6 6 6.0
PONTUAÇÃO FINAL 6.67 6.33 6.33 6.50 6.45
CUSTO TOTAL 9,25 €
Filed under: Uncategorized 1 Comment
10Jan/132

Um Trevo dá sempre sorte

Trevo-Francesinha

Sabem quando chegam ao final daqueles dias em que tudo correu mesmo mal? Como dizia na canção do Rui: "... parece que o mundo se uniu para me tramar...". Pois bem...esses dias também nos acontecem a nós...coisas do dia a dia...uma soma de pequenos pormenores...ou apenas uma batidela no carro logo naquele dia que vocês mais precisavam dele...o que é que se pode fazer? Bom...há duas reacções possíveis: uma é fechar-nos em casa a ver uma série de filmes que já vimos um montão de vezes mas que sabemos que nos deixam sempre alegres (....e já agora, a comer uma badochice qualquer daquelas que alegram qualquer ser solitário). A outra seria ligar a uns amigos e fazer um pequeno regaboff de fim de dia...daqueles com um finote....e, claro está, com a nossa mais que tudo: uma francesinha.

Não sabíamos bem onde ir...sabem que das últimas vezes não temos sabido escolher com mestria....claro que os espaços são como os melões: só sabemos se são bons depois de os abrir :) Claro que a lista é extensa...mas mesmo assim não arriscámos. Assim sendo, foi o nosso convidado a sugerir o espaço e depois de algum debate chegámos a um curioso consenso: Canelas, terras de Vila Nova de Gaia. Uma terra pequena com um tecido industrial importante e extremamente famosa pelas suas ditas cujas. Já não é a primeira nem a segunda deslocação que lá fazemos...mas a verdade é que fica sempre a faltar mais um espaço. E desta feita, fomos ao Café Trevo....será que deu sorte? Aproveitamos para agradecer já ao Ricardo a sugestão e a companhia. Um abraço amigo.

O Café Trevo não é mais que um pequeno café familiar que serve francesinhas. Estamos sempre à espera do melhor...ainda que o melhor nem sempre espere por nós. E a verdade é que ainda tivemos que esperar pela francesinha. Nada que assuste dado o futebol que nos ia entretendo o fundo da nossa animada conversa sobre mercados financeiros (?). Chegadas as ditas cujas, não podemos deixar de destacar os bifes com o ponto mais forte. Os ingredientes de elevada qualidade não destoam quando aproximados dos seus concorrentes regionais (antes pelo contrário).

As quantidades são generosas - não há cá coisas como francesinhas de dieta! As batatas eram óptimas....vimos nós a serem descacadas...ainda que não tenhamos a certeza que aquelas fossem mesmo para nós. O molho....bem, o molho nestas coisas é sempre polémico e aquele...era muito líquido. É um crime capital....é um segredo que todos guardam a sete chaves. Agressivo...insuficiente. É pena, pois esta francesinha merecia mais. Talvez um dia destes....ou talvez não. Continuamos à procura....mas a verdade é que o nosso dia pareceu bem melhor depois de lá sairmos. Digam lá se um trevo não dá sempre sorte? :)

 

Parâmetros lmatias rpinto dalves convidado TOTAL
Local 6 6 6 7 6.1
Molho 6 6 6 6 6
Batatas 8 8 7 8 7.7
Inovação 7 6 6 7 6.4
Ingredientes 8 7 7 8 7.4
Preço 6 6 6 7 6.1
PONTUAÇÃO FINAL 6.83 6.50 6.33 7.17 6.62
CUSTO TOTAL 9 €