Projecto Francesinha Um Projecto de bem comer a norte

29Dec/123

ABA Francesinhas – É nova, é grande…mas falta um pouco mais!

ABAFrancesinhas-Francesinha

Sabem quando vocês têm aquela viagem em que estão com super expectativas da cidade ser interessante, animada, cheia de gente gira? A isto chamam-se elevar as expectativas.....agora imaginem que quando chegam encontram algo completamente diferente? Mau...não necessariamente. Uma dessas experiências foi São Petersburgo, na Russia, uma cidade que vale a pena visitar. Contudo, sempre que vamos conversar ao som duma francesinha temos essas mesmas expectativas....e acontece que o ABA Francesinhas foi exactamente isso. Sabem que quando nos deparamos com uma casa nova num sítio com tradição - como é Costa Cabral - esperamos mais uma pessoa que queira ganhar dinheiro fácil à custa da fama ou do infortúnio de outros. Receitas copiadas a preto e branco ou outros preparos que tais....mas o ABA não é nada disso....

Localizado bem perto da estação de metro dos Combatentes, em plena cidade invicta, o ABA Francesinhas é um espaço novo onde podemos levar qualquer um a comer uma francesinha: desde a nossa namorada(o) até um grupo de amigos bem fanfarrão. Espaço agradável - com 2 confortáveis ecrãs plasma - e um atendimento muito prestável, a noite auspiciava muito. Na chegada, o primeiro impacto é...surpreendente. A francesinha tem um formato bem rectangular...gigantesco...diferente. Um pouco a fazer lembrar a francesinha do Paquete....será?

Os ingredientes estavam lá todos...e tinham grande qualidade! O problema foi o molho....inconsistente, demasiado aguado....a dar entender que não é confeccionado tão convenientemente quanto o deveria. As batatas também não safaram esta análise...antes pelo contrário: penso que foi das primeiras vezes que o projecto não finalizou o tabuleiro (vasto!) que nos foi disponibilizado. A repetir? Com certeza que sim....os ingredientes valem a oportunidade....até pode ser que tenhamos estado num dia mau e o molho até seja razoável....ainda que não pareça.

A algibeira gostou...9 euros é um preço normal para um francesinha na cidade invicta nos tempos que correm. O nosso convidado acabou por não concordar connosco na nossa apreciação...pela negativa. Ainda assim, gostou da experiência....e nós também. Obrigado pela companhia, Hélder. E até já :)

 

Parâmetros lmatias rpinto dalves convidado TOTAL
Local 8 7 7 6 7.20
Molho 6 5 6 7 5.80
Batatas 5 6 7 5 5.90
Inovação 7 7 6 5 6.50
Ingredientes 8 7 7 7 7.30
Preço 6 6 6 6 6.00
PONTUAÇÃO FINAL 6.67 6.33 6.50 6.00 6.45
CUSTO TOTAL 9,00 €
Filed under: Uncategorized 3 Comments
9Dec/121

Casa da Pedra – É bom para quem seja rico…

FrancesinhaCasaPedra

De volta à capital do Norte (e do sangue lusitano, diga-se de boa verdade), confrontámo-nos com mais uma deslocação difícil. Afinal de contas, era dia de jogo de Champions e chovia como se não houvesse amanhã. Com estas condições climatéricas a pedirem claramente uma saída "fácil" , resolvemos procurar uma solução próxima que garantisse sucesso sem nos afastarmos muito de casa. A malta estava com fezada naquela noite...a "esfregar as mãos" e a dizer..."É desta!"... É desta que vamos encontrar a melhor francesinha de Portugal...? A nossa escolha recaiu sobre a Casa da Pedra, junto à Circunvalação. Com um parque exterior em terra batida a não facilitar o acesso em noites frias e chuvosas como a nossa, o primeiro impacto não foi positivo.

Todavia, a casinha toda em Pedra a fazer recordar as belas habitações transmontanas foi só um pronuncio da excelente refeição que estávamos para ter. Ecrã plasma e atendimento interessante, a nossa entrada na mesa bateu-se logo com uns saldados e um polvo em molho verde acima da média. Claro que a Super Bock ao lado ajuda sempre a valorizar mas aquele polvinho -  e pelo menos eleé para repetir. Para nos coadjuvar na nossa tarefa convidámos outro amigo de longa data...quer dizer, não é difícil convidar alguém a vir connosco..."Bora lá a uma francesinha?" é um convite universal que se faz a um compincha para beber uns finotes e passar um bom bocado. Mesmo que digamos que não, nunca é por falta de vontade...não é verdade? Obrigado ao Pedro Ruas pelo serão agradável que nos prestou.

E nestes entretens já quase nos esquecíamos de falar na francesinha...bom, isso deve-se ao facto de além de ser grande, ter pouco mais para referir. O molho não era interessante e a francesinha era "pesada" e não fazia o que era suposto...os ingredientes estavam praticamente todos lá mas não tinham aquela qualidade que procurávamos e as batatas eram pouco mais que razoáveis. Na verdade, o espaço é muito agradável e rústico...ideal para levar as namoradas se quiserem ter um jantar num sítio diferente. Claro que o preço absolutamente exagerado de toda a refeição (15 euros) fica a antever um pequeno assalto quando forem lá dessa vez....é Bom para quem seja rico...e não seja muito exigente com a francesinha. Fica o tradicional adeus que não é mais do que um "até já" e a promessa que a nossa nau continua em busca da melhor francesinha desse Portugal. Um abraço.

 

Parâmetros lmatias rpinto dalves convidado TOTAL
Local 8 8 7 7 7.60
Molho 6 5 6 7 5.80
Batatas 7 7 7 8 7.10
Inovação 5 5 6 5 5.30
Ingredientes 6 6 7 8 6.50
Preço 5 5 5 5 5.00
PONTUAÇÃO FINAL 6.17 6.00 6.33 6.67 6.22
CUSTO TOTAL 8,00 €
Filed under: Francesinhas 1 Comment