Projecto Francesinha Um Projecto de bem comer a norte

19Jul/110

O Chinês – Mas sem Pauzinhos

francesinha_chines-300x239

Local de encontro combinado, destino final escolhido. O Projecto Francesinha está a aquecer para mais uma investida. Definimos a rota, fecham-se as portas, colocamos os cintos, liga-se o motor. Aí vai o Projecto à descoberta, por esse Portugal profundo e virgem. A viagem vai ser longa. A paisagem pintada de verde acompanha a nossa conversa descontraída e animada. Gostamos de ser surpreendidos, de descobrir. No fundo somos curiosos, aventureiros.
Para hoje temos para vos apresentar 'O Chinês'. Não, não é o melhor chinês da actualidade. Até porque este chinês joga um futebol de sabores muito pouco orientais. É um Chinês, bem Português. Um Chinês que sabe receber, sabe servir. Situado bem perto das margens do rio Vizela, em Fafe.

Entramos, a casa esta bem composta de locais, que bebem o seu aperitivo e deliciam-se com mais um final de dia de Domingo. Somos observados, não por sermos estrelas de cinema, talvez por sermos estrangeiros, é natural. Lá nos sentamos. Os Fafensses pedem mais copo e começa a rolar a bola na televisão. Passa um tal de um torneio que tem nome de rio. Quanto a nós olhamos para o menu....existe uma lista de 7 ou 8 modalidades à nossa escolha. Aqui a nossa mais que tudo, é carinhosamente tratada por 'Francesa'. Talvez a tradução do Mandarim assim o imponha...ninguém sabe! Optamos pela tradicional, para não complicar. Pedimos a 'Francesa à Chinês' com batata. Basicamente Francesinha com ovo e batata frita.

Chegam umas tostinhas e uns queijos. Chegam as bebidas. Um atendimento bem tradicional, onde a preocupação está sempre presente. As tostinhas, para nossa tristeza, acabam. Aguardamos um pouco e elas surgem. Chegam em pratos de barro. No entretanto chega, o que se veio a revelar, o melhor da festa. Uma travessa generosamente preenchida por batatas toscas e com um aspecto delicioso. As Francesinhas tem um aspecto normal, apenas isso. São baixas. O queijo envolve por completo o pão de forma, daquele bem fininho e mole. Ideal para os que tem perguiça em mastigar. Mole de mais, na nossa opinião.

No interior é apresentado um bife muito consistente. Um bom bife, vê-se que é 'amanhado' com carinho e temperado do jeito tradicional. Pequenas rodelas de chouriço vão surgindo à medida que vamos avançando para o interior da Francesinha. Falta a linguiça e a salsicha fresca. Temos fatias de fiambre generosas, cuidadosamente colocadas. O molho era doce. Demasiado doce. Tomate em demasia. Um textura agradavel, uma cor avermelhada muito intensa.

Valeu pela experiência, pela viagem e acima de tudo pela paisagem verde e calma que nos acompanhou durante a viagem. O mito foi desfeito, existe pelo menos um Chinês que serve Francesinhas! A viagem é longa desde o Porto. As portagens estão cada vez mais caras, apesar do asfalto parecer praticamente um estaleiro a céu aberto. Conclusão, para que estiver nas redondezas vale a pena a visita, para os outros...talvez não. Um abraço a todos vocês que fazem este blog viver diariamente. Viva a Francesinha!

Parâmetros lmatias
rpinto
hvara
dalves TOTAL
Local 6 6 6 6 6
Molho 5 5 5 6 5.25
Batatas 8 7 8 8 7.75
Inovação 5 6 5 5 5.25
Ingredientes 6 6 5 6 5.75
Preço 7 6 7 7 6.75
PONTUAÇÃO FINAL 6.17 6.00 6.00 6.33 6.13
CUSTO TOTAL 6.90 €
Filed under: Francesinhas No Comments
7Jul/113

Locanda: O Forno Clássico

francesinha_locanda-300x225

Já passou mais de um ano desde que o Projecto começou a invadir as casas de francesinhas um pouco por todo o norte do país. O sentimento do dever cumprido é algo que sentimos cada vez que nos juntamos mas a ambição de ter mais e sobretudo, de conviver mais, persuade-nos a continuar. E esta semana fizemo-lo no conhecido Locanda, em Canelas. Numa altura de grandes movimentações, financeiras, governamentais e futebolísticas, é bom sabermos aquilo com que podemos contar. E o Locanda está na mesma...entrada rústica, quase escondida para que forasteiros curiosos não saibam bem onde fica o famoso "baú do tesouro".

Acontece que por aqui, o tesouro vai ao forno, numa das casas mais antigas a fazê-lo em Portugal. Falamos, claro está, da nossa afamada francesinha. O dia já ia longo e a fome já apertava, pelo que as tradicionais entradas, com os croquetinhos e umas chamuças a estalar fizeram as delícias. "Não há televisão..." diziam os mais preocupados com a linha. Sim, porque naquelas mesas, a concentração ia toda para o verbo "comer". O empregado, muito só e pouco espedito, tinha dificuldades em perceber os nossos pedidos à primeira e cometeu alguns enganos. Como sabem, nós ligamos a este tipo de coisas...pela negativa. Uma casa também se faz pelo seu atendimento e na nossa opinião, o Locanda começou com o pé esquerdo neste capítulo.

Mais dois dedos de conversa sobre o mercado de trabalho depois de "arrumados" duas travessas de entradas e já o forno ruge ao fundo. "Rauum, rauuum" dizia ele das suas labaredas num incendio que só parou mesmo na nossa mesa: as francesinhas foram servidas! O primeira impressão é deliciosa. O molho era muito bom e a francesinha tinha bom aspecto, apesar que o queijo não tinha aquela textura a qual estávamos habituados...as batatas chegam e o primeiro baque: são boas...e congeladas. Projecto Francesinha não gosta disto.

Abrindo a Francesinha, percebemos uma boa qualidade dos ingredientes mas a falta da salsicha fresca. O bife apresentou também algum nervo, coisa a qual não perdoamos. Uma francesinha tem de ter ingredientes de excelência...o molho é de excelência mas os ingredientes, talvez frutos de uma grande massificação da dita cuja, não eram incríveis. Limitavam-se ao patamar do bom. O preço foi a surpresa: abaixo dos 10 euros, como costuma mandar o standard das casas deste nível. Os gelados estavam bons pelo que entendemos que o Locanda, apesar de ter uma francesinha de eleição, é capaz de não valer "aquela deslocação especial". Fica a nossa opinião sobre este templo das francesinhas. Abraços para todos os leitores e comam francesinhas....com moderação!

Parâmetros lmatias
rpinto
hvara
dalves TOTAL
Local 6 5 5 5 5.25
Molho 8 8 8 7 7.75
Batatas 6 7 7 7 6.75
Inovação 7 8 7 7 7.25
Ingredientes 7 6 6 6 6.25
Preço 8 7 7 7 7.25
PONTUAÇÃO FINAL 7.00 6.83 6.67 6.50 6.75
CUSTO TOTAL 9.35 €
Filed under: Uncategorized 3 Comments
7Jul/110

Aniversário PFrancesinha: Uma Festa em Família

bolo-300x249

No último dia 30 de Junho, o ProjectoFrancesinha, amigos e leitores assíduos reuniram-se no TappasCaffé para comer mais uma e naturalmente celebrar o primeiro aniversário do Projecto. Foram muitas as histórias e as curiosidades partilhadas, entre pedidos bizarros e lamentações, lá se sopraram as velas que o bolo assim continha (em forma de francesinha, claro está). A recepção foi a melhor numa casa já famosa pelo saber receber e o xiripiti aqueceu a noite que, para os mais audazes, acabou no Batô, em Leça. A Francesinha essa, estava bastante boa, não fosse também apanágio da casa. O ProjectoFrancesinha queria agradecer a todos os convidados e ao TappasCaffé pelo excelente serão que nos proporcionaram. Parabéns ProjectoFrancesinha! Parabéns a todos vocês!

Filed under: Uncategorized No Comments