Projecto Francesinha Um Projecto de bem comer a norte

8Aug/117

Guarda-Sol: Um Petisco a Beira-Mar

francesinha_guarda_sol-300x214

Foi num dia chuvoso e bem cinzento do alegre mês de Agosto que o Projecto Francesinha resolveu "atacar" mais um alvo. Enquanto o governo anuncia mais e mais planos de emergência, nós decidimos apostar na fórmula do costume: a francesinha é sempre capaz de trazer alegria ao povo! Numa época em que o Projecto tem alargado os seus horizontes, visitando espaços distantes da cidade do Porto, a Póvoa do Varzim emergeu como destino... não fossem as francesinhas também famosas por lá. Apesar do tempo, decidimos arriscar e fomos ao Guarda-Sol.

Marginal cheia, apesar da chuva murranhenta que teimava em abanar as férias de muita gente, não fosse a Póvoa destino primordial do tuga teso e de meninos de pais ricos com casas de Verão por aquela zona. Estacionar o carro foi tarefa impossível não fosse um parque pago que existe naquela zona. Depois de duas voltas, decidimos entrar e perder o amor ao dinheiro. Encontrar o espaço não foi difícil: a forma, redonda, e a localização em cima da praia denunciaram o Guarda-Sol da zona. O ambiente dentro era animado e o restaurante estava praticamente cheio. Para este ambiente há-de ter contribuído o Guimarães-Midjytiland que se jogava naquela altura. Chegados à mesa, bem com vista para o areal - porque o nevoeiro denso não deixava ver o resto - fomos confrontados com um cardápio diferente: apareceu uma tal de francesinha poveira. Ora isto é uma modalidade da francesinha servida na Póvoa para que esta pudesse ser portável para a praia...o Projecto decidiu experimentar e pediu uma para os 4, partida em pedaços em tom de brincadeira. Para prato principal, a Francesinha especial com batata e ovo recolheu 100% dos votos.

A brincadeira antecipou-se na chegada à mesa: que nem um cachorro com um molho diferente na cobertura achámos que esta versão da francesinha pouco ou nada acrescenta a um bom cachorro especial. Se bem que gostámos, como é evidente...é uma boa entrada. De repente, com a classe do costume e sem grande alarido, chegam as francesas à mesa. O primeiro impacto foi de espanto: o molho era muito diferente do que estávamos habituados. A cor, laranja claro, e a textura cremosa e grossa aguçou a curiosidade para saber como era de facto o molho destas bandas. À primeira garfada, pareceu-nos um molho muito forte...exageradamente forte. Tão forte que tivemos que abrir a francesinha para perceber ao certo o que a francesinha tinha. A quantidade de mostarda no molho é exagerada e disfarça os sabores naturais do prato. Ainda que as natas atenuem esta agressividade, os sentidos ficam como adormecidos por tamanha quantidade.

Os ingredientes tinham uma qualidade suficiente...ainda que não encantassem. O queijo também não se fez notar por aí além e o bife era banal. A mostarda, essa, saltou à vista e com as batatas faziam um snack engraçado...mas pouco mais do que isso. Ainda não foi desta que a Póvoa se impôs e o Projecto acabou por sair debaixo deste Guarda-Sol sem grande impressão. Se tiverem pela Póvoa, passem por lá pois é uma francesinha diferente do habitual que se torna uma descoberta engraçada. Mais do que isso é pura ficção. Obrigado a todos os seguidores e fãs do blog e, se for caso disso, Boas Férias...com Francesinhas, claro!

Parâmetros lmatias
rpinto
hvara
dalves TOTAL
Local 7 7 6 7 6.75
Molho 6 6 4 5 5.25
Batatas 7 6 6 6 6.25
Inovação 6 6 6 6 6.00
Ingredientes 5 5 5 5 5.00
Preço 6 7 5 6 6.00
PONTUAÇÃO FINAL 6.17 6.17 5.33 5.83 5.88
CUSTO TOTAL 7.30 €
Filed under: Francesinhas 7 Comments
19Jul/110

O Chinês – Mas sem Pauzinhos

francesinha_chines-300x239

Local de encontro combinado, destino final escolhido. O Projecto Francesinha está a aquecer para mais uma investida. Definimos a rota, fecham-se as portas, colocamos os cintos, liga-se o motor. Aí vai o Projecto à descoberta, por esse Portugal profundo e virgem. A viagem vai ser longa. A paisagem pintada de verde acompanha a nossa conversa descontraída e animada. Gostamos de ser surpreendidos, de descobrir. No fundo somos curiosos, aventureiros.
Para hoje temos para vos apresentar 'O Chinês'. Não, não é o melhor chinês da actualidade. Até porque este chinês joga um futebol de sabores muito pouco orientais. É um Chinês, bem Português. Um Chinês que sabe receber, sabe servir. Situado bem perto das margens do rio Vizela, em Fafe.

Entramos, a casa esta bem composta de locais, que bebem o seu aperitivo e deliciam-se com mais um final de dia de Domingo. Somos observados, não por sermos estrelas de cinema, talvez por sermos estrangeiros, é natural. Lá nos sentamos. Os Fafensses pedem mais copo e começa a rolar a bola na televisão. Passa um tal de um torneio que tem nome de rio. Quanto a nós olhamos para o menu....existe uma lista de 7 ou 8 modalidades à nossa escolha. Aqui a nossa mais que tudo, é carinhosamente tratada por 'Francesa'. Talvez a tradução do Mandarim assim o imponha...ninguém sabe! Optamos pela tradicional, para não complicar. Pedimos a 'Francesa à Chinês' com batata. Basicamente Francesinha com ovo e batata frita.

Chegam umas tostinhas e uns queijos. Chegam as bebidas. Um atendimento bem tradicional, onde a preocupação está sempre presente. As tostinhas, para nossa tristeza, acabam. Aguardamos um pouco e elas surgem. Chegam em pratos de barro. No entretanto chega, o que se veio a revelar, o melhor da festa. Uma travessa generosamente preenchida por batatas toscas e com um aspecto delicioso. As Francesinhas tem um aspecto normal, apenas isso. São baixas. O queijo envolve por completo o pão de forma, daquele bem fininho e mole. Ideal para os que tem perguiça em mastigar. Mole de mais, na nossa opinião.

No interior é apresentado um bife muito consistente. Um bom bife, vê-se que é 'amanhado' com carinho e temperado do jeito tradicional. Pequenas rodelas de chouriço vão surgindo à medida que vamos avançando para o interior da Francesinha. Falta a linguiça e a salsicha fresca. Temos fatias de fiambre generosas, cuidadosamente colocadas. O molho era doce. Demasiado doce. Tomate em demasia. Um textura agradavel, uma cor avermelhada muito intensa.

Valeu pela experiência, pela viagem e acima de tudo pela paisagem verde e calma que nos acompanhou durante a viagem. O mito foi desfeito, existe pelo menos um Chinês que serve Francesinhas! A viagem é longa desde o Porto. As portagens estão cada vez mais caras, apesar do asfalto parecer praticamente um estaleiro a céu aberto. Conclusão, para que estiver nas redondezas vale a pena a visita, para os outros...talvez não. Um abraço a todos vocês que fazem este blog viver diariamente. Viva a Francesinha!

Parâmetros lmatias
rpinto
hvara
dalves TOTAL
Local 6 6 6 6 6
Molho 5 5 5 6 5.25
Batatas 8 7 8 8 7.75
Inovação 5 6 5 5 5.25
Ingredientes 6 6 5 6 5.75
Preço 7 6 7 7 6.75
PONTUAÇÃO FINAL 6.17 6.00 6.00 6.33 6.13
CUSTO TOTAL 6.90 €
Filed under: Francesinhas No Comments
27May/110

Francesinhas Al Forno – Um desejo derretido

francesinha_francesinhas_al_forno-300x266

Caríssimos, o Projecto Francesinha está novamente na estrada. Numa semana em que não somos os únicos a percorrer Portugal. Uns oferecem, uns prometem, uns mudam, uns reclamam, uns desdizem, uns confirmam, uns diminuem, uns aumentam, uns imitam e outros até falam algo com interesse. Continuarão assim nos próximos anos... Nada como a redondinha para animar o povo e fazer com que as conversas de elevador deixem de ter por base a meteorologia... Povo contente, povo sorridente.
O Projecto Francesinha continua e nada afecta o nosso objectivo: Apurar qual é, de facto, a melhor francesinha do país! Neste sentido, foi com naturalidade que demos mais uma entrevista, desta feita para o Jornal da Tarde da RTP. Sigam-na AQUI a partir do minuto 17:03. Apesar do mediatismo, nada nos impediu de visitar mais um templo.
Estava uma bela tarde de sol e nada como finalizar o dia com uma Francesinha e uma boa conversa sobre aquilo que nos move. Viagens e mudanças. O Projecto reúne e decide. Hoje ficaremos à beira mar. Para esclarecer desde já os mais atentos, o PF visitou o "Francesinhas Al Forno" na Marginal das Praias em Leça da Palmeira. Para que ninguém fique confuso, o PF esclarece. Cada local é escolhido da generosa lista que temos - resultado da contribuição de todos vós.. Iremos a todos, isso não há duvida!
O sol está quase a tocar o mar. Chegados ao local, encontrámos m cenário perfeito... quem sabe, para outras paródias. Mas hoje o propósito é outro. Entramos e encontramos um espaço bastante agradável. Virado para o mar. Rapidamente nos sentamos. Os menus estão em cima da mesa e os nossos olhares apontam para a secção que mais nos agrada. Sabem bem qual é. Um menu recheado de opções, com cerca de 6 ou 7 opções de Francesinhas. É de louvar tal quantidade, talvez para agradar ao maior numero de clientes. Nos tempos de hoje, tudo se vende, tudo se compra. Aceitamos. Para não sair da nossa linha de pensamento fazemos a opção mais sensata. A intitulada 'A Nossa' é a escolhida. Com todos os ingredientes a que temos direito...nem hesitamos!
Surgem umas entradas, uns presuntinhos. A conversa flui e decisões importantes são tomadas. O comité está reunido e faz umas quantas deliberações....O futuro do Projecto Francesinha está assegurado. Para breve teremos novidades.
'Patati Patata' a conversa esta animada e elas chegam bem de fininho. Aspecto imponente e algo artificial. É a primeira impressão. As batatas chegam à parte num pratinho que se encaixa na perfeição, ao contrário das batatas. Eram congeladas e estavam bastante salgadas, como tudo o resto. Demolha-se a primeira batata no molho. A sua liquidez não apresentava muita confiança, mas arriscamos. Os receios confirmaram-se... molho demasiado liquido, o sal predomina....o colestrol e o PF não gostam disso. Com dificuldade, lá se conseguem distinguir os outros ingredientes que devem compor o 'nectar dos deuses'. Avançamos para a estrela da noite. Primeiro corte e verificamos que o queijo é demasiado branco e com uma certa plasticidade. Não é saboroso...não é ao nosso gosto.
O pão é demasiado alto e está ao natural. Pensamos nós  "o importante não é o embrulho, mas sim o presente em si" ... todavia, este conceito não se aplica aqui. Todos os ingredientes têm de ser de qualidade, só assim temos uma Francesinha de topo. Os ingredientes internos apresentavam, sem dúvida, uma qualidade e em quantidade louvável. Havia de tudo. Um bom bife de alcatra, bem cozinhado. Alto e saboroso. Linguiça e salsicha fresca q.b. e para acompanhar são colocadas também umas fatias de presunto.
O preço também não é o mais convidativo (apesar de o local ser agradável e com uma boa vista). Sabemos bem que temos de pagar por tudo...mas entendemos que o conjunto não justifica a factura. Para quem estiver na praia de Leça e não pretenda uma deslocação muito grande, esta poderá ser uma opção. Tendo em conta que a satisfação não é plena.
Estejam atentos ao Blog do Projecto! Brevemente haverão novidades festivas...
Até breve!

Parâmetros lmatias
rpinto
hvara
dalves TOTAL
Local 7 8 7 7 7.25
Molho 5 4 4 5 4.5
Batatas 5 6 5 6 5.5
Inovação 5 5 5 5 5
Ingredientes 7 6 7 6 6.50
Preço 5 5 5 5 5
PONTUAÇÃO FINAL 5.67 5.67 5.50 5.67 5.63
CUSTO TOTAL 9.5 €
Filed under: Francesinhas No Comments
12May/1115

Paquete: O Cruzeiro da Francesinha

francesinha_paquete-300x287

Barça Barça Barça! Gritam os blaugrana...o Barcelona é campeão hoje com um golaço de Keita e mesmo sem vencer, impede que Mourinho se sagre campeão de Espanha como já se esperava. Este começou a ser o apontamento do dia quando chegámos ao conhecido Bairro da Barranha, na Senhora da Hora. Aí, rezavam os nossos leitores, andava à deriva uma Francesinha de comer e chorar por mais. E não é que não se enganaram?

Primeiro o espaço: o ambiente parece o de um bairro social no Porto devidamente adaptado ao século 21. Pequenas casas, pequenas rotinas, pequenas "prisões" em que pessoas humildes fazem o seu dia-a-dia. São apenas vidas. Quando entramos no espaço, remodelado, limpo e com uma decoração agradável e moderna, ficamos surpreendidos. E pela positiva! Quando chegamos à mesa, as entradas já chamavam por nós...um paté de atum e um queijo de cabra faziam as delícias dos habituais comensais enquanto as azeitonas voavam que nem flamingos em tempo de migração para destinos mais quentes. O pedido foi o tradicional por este sítio: francesinha especial com tudo a que temos direito pois, como sabem, não somos pessoas de fácil satisfação ;)

Entre dois dedos de conversa, brincadeiras, políticas e outros trabalhos demais lá fomos aquecendo a mesa para o tópico principal: a Francesinha. Foi com expectativa que aguardámos cerca de 15 minutos que ela chegasse. Já estamos habituados que as princesas nos façam esperar...portanto foi sem surpresa que constatámos o óbvio: valeu a pena. Qual sua majestade que passeia no tapete vermelho para si estendido, a Francesinha chegou à mesa e disse para quem quis ouvir: estou aqui! Aspecto guloso e tamanho generoso, foi um regalo para os olhos ver tamanha iguaria chegar à nossa mesa. Pum! Tiro de Partida, primeira garfada, aspecto caseiro, batatas caseiras, tudo parece muito agradável...será possível? Sim!

O Bife era bastante razoável mas as carnes frescas, em qualidade e quantidade abundante, eram uma delícia. O queijo fazia a sua função e o pão, nada industrial, esticava a francesinha para um tamanho que sem ser enorme, satisfazia qualquer um. O molho era à homem, um pouco picante para o gosto dos demais, mas não em demasia...e passado algumas garfadas, trocámos olhares e percebemos que estávamos perante uma francesinha especial. O que decidimos fazer? Continuar a comer, pois!

Um de nós, mais habituado a petiscos mais leves, não conseguiu acabar...mas foi a excepcção que confirmou a regra. Só no preço é que fomos surpreendidos: 8,5 euros começam a ser normais para uma francesinha e esta tem esse valor. Mas só isso...menos 50 cêntimos e o preço seria perfeito! O atendimento foi muito simpático e o espaço não estava nada cheio, provando que o dia de semana e a crise afastam o português do melhor dos pitéus...o Barcelona é que não é afectado pela crise! Parabéns Barça e Parabéns Paquete: a francesinha é boa e vale a visita de qualquer curioso que goste de comer uma boa. O Projecto volta em breve, para as actividades já habituais. Obrigado a todos por fazerem de nós uma referência nos roteiros de Francesinhas online. Um Abraço e até já!

Parâmetros lmatias
rpinto
hvara
dalves TOTAL
Local 7 8 7 7 7.25
Molho 6 5 6 7 6.00
Batatas 7 6 7 7 6.75
Inovação 7 7 6 7 6.75
Ingredientes 7 8 8 7 7.50
Preço 7 6 6 6 6.25
PONTUAÇÃO FINAL 6.83 6.67 6.67 6.83 6.75
CUSTO TOTAL 8.5 €
Filed under: Francesinhas 15 Comments
10May/110

Vencedor Passatempo “FAZ TU MESMO”

francesinha_ruivale1-300x292

Desafio lançado. Os nosso leitores responderam com primor. A decisão não foi fácil, mas chegamos a um consenso. Pela descrição minuciosa e pela qualidade dos ingredientes, é com enorme prazer que vos apresentamos o nosso vencedor, de seu nome Rui Vale. Dedicado ao audiovisual profissionalmente, o bichinho da culinária desde cedo está bem presente na vida deste amante de Francesinhas. Desde a escolha dos ingredientes até à confecção do molho, tudo é pensado e elaborado ao pormenor. Sem dúvida um vencedor promissor.

 

A surpresa que tínhamos preparada para o nosso vencedor era sem mais nem menos uma Reportagem para a RTP. Sem dúvida um primeiro passo para a fama. Uma oportunidade para promover a 'nossa' mais que tudo. Depois de esta ter sido eleita entre as 10 melhores sanduíche do Mundo. O Rui acedeu prontamente ao desafio e recebeu-nos com muita simpatia, bem ao jeito Portuense que o Projecto Francesinha tanto gosta.

Facilmente agendamos horários e o cenário para as gravações. Tudo pronto. O nosso 'Master Chef' aquece, a RTP regista o momento para a posteridade, o Projecto Francesinha prepara-se para entrar em jogo. Um final de tarde animado. A conversa flui. Finaliza-se a preparação do molho. Os ingredientes tradicionais e de qualidade são preparados e colocados de forma profissional na 'montagem' da Francesinha. A RTP grava. O Projecto Francesinha responde às dúvida da repórter e aos comentários do 'Master Chef'.

Passamos à prova. Sim, foi uma prova. Um molho de fazer inveja a muitos 'profissionais' da culinária. O molho era picante e de espessura no ponto. Cor perfeita. Uma explosão agradável de sabores invade as nossas bocas. Todos somos unânimes, uma Francesinha com 'pernas' para ir longe. Como qualquer obra de arte, necessita de uns retoques finais, mas é um excelente protótipo de partida. Muitos Parabéns Rui!

Desde já agradecemos a todos os que participaram! Fiquem com a reportagem na íntegra AQUI (minuto 6:14)
Não deixem de acompanhar as nossas aventuras. Teremos para breve mais novidades !

Filed under: Francesinhas No Comments
27Apr/117

Passatempo “FAZ TU MESMO”

No âmbito da nomeação da Francesinha como uma das top10 sandwiches do mundo pela AOL Travel, o ProjectoFrancesinha decidiu lançar mais um passatempo. Desta feita, decidimos dar oportunidade a quem, lá em casa, faz uma grande francesinha mas que nunca teve a oportunidade de mostrar a ninguém. Falamos claro dessa espécie ostracizada: a Francesinha Caseira! Envia até às 23h do próximo dia 2 de Maio de 2011 um e-mail para projectofrancesinha@gmail.com com a TUA receita para fazer uma FRANCESINHA CASEIRA, juntamente com o teu nome, contacto telefónico e morada. O ProjectoFrancesinha irá depois escolher a mais original e saborosa para VISITAR e fazer a sua apreciação e respectiva reportagem no próximo dia 4 de Maio, num jantar que será recheado de surpresas (nunca se sabe o que pode acontecer...). Envia já a tua receita e surpreende o ProjectoFrancesinha :)

Participa, este pode ser o primeiro passo para atingir a fama !

Até já!

Nota: Procuramos uma boa francesinha caseira. Qualquer associação directa e indirecta a um estabelecimento comercial fará a candidatura ser invalidada.

Filed under: Francesinhas 7 Comments
30Mar/111

A Tasquinha – Manhã Preenchida, Jantar Tranquilo

francesinha-300x213

Caríssimos, mais uma semana e o Projecto Francesinha está de volta. Esta terça-feira começou animada, ao ritmo de Banda Lusa, com a Sónia Araújo e o Jorge Gabriel a 'soltar a franga', mas já lá vamos. Primeiro foi a intervenção na telefonia, depois a reportagem para a imprensa dita escrita que agora não salta do nosso monitor, esta semana surgiu o convite para o pequeno ecrã. O Projecto Francesinha abraçou esta ideia e deu o seu contributo no programa Praça da Alegria. Representado por dois dos seus elementos fez o que na gíria se chama - Verdadeiro Serviço Público. O Projecto Francesinha conversou, provou, comentou, avaliou e o publico aplaudiu. Podem rever AQUI a participação do Projecto Francesinha na Praça da Alegria. Estejam atentos especialmente a partir vigésimo primeiro minuto. Nós adoramos, esperamos que vocês também tenham gostado. O que virá a seguir ? :)

Entrada TasquinhaVamos então agora ao Jantar Tranquilo. Mais uma vez, actuámos desfalcados. Já há algum tempo nos tinham falado deste local. Surgiu a oportunidade e nós avançamos. Ligadela da praxe, para que não haja equívocos. Falo-vos d'A Tasquinha - Bar dos Amigos, ali bem perto das praias. Local rústico, com um ambiente bem especial, ideal para 'aquele' jantar - se é que me intendem! Chegados ao local, a primeira surpresa agradável: porta fechada. É necessário tocar na pequena campainha para que a porta se abra. Adoramos ! Os grandes e cintilantes tesouros estão sempre guardados a sete chaves. Desta forma fazia antever que no interior estaria uma relíquia bem guardada.

Aguardamos alguns segundos, somos recebidos pelo proprietário, que amavelmente nos indica a nossa mesa. Mesa enfeitada com umas entradas, salgadinhos e manteiguinhas. O Projecto Francesinha gosta disto, vocês sabem bem. Para banhar a nossa refeição acatamos a sugestão do proprietário e pedimos uma Sangria de Frutos Silvestres. Algo novo, mas acabamos por ficar bem satisfeitos.

Cachecóis na TasquinhaPicamos aqui e ali. A selecção de todos nós recria-se na TV. Observamos o menu e rapidamente os nossos olhos se dirigem para a escolha óbvia - Francesinha à Tasquinha. Com tudo a que temos direito. Subitamente a casa enche. É sinal de que se preparam boas relíquias neste espaço.

Demoram em chegar, mas a conversa flui. Tema incontornável, a participação tranquila na Praça da Alegria. Contamos todos os pormenores aos restantes que não puderam comparecer. Desde a pintura até às pontuações dadas em directo para todo o País.

Chegam e nossos olhos observam um quadrado amarelo num prato de barro bem rústico a condizer com o espaço. Uma azeitona e uma fatia de presunto no topo. Tamanho que impressiona e que faz antever uma refeição farta. Pedimos mais uma Sangria, daquelas da fruta variada.

As Camisolas da TasquinhaAté aqui tudo muito bonito, primeiro corte e primeiro vacilo. O pão muito fofo e queijo com sabor que não agrada ao paladar de nenhum de nós. Avançamos para o interior e agora sim! Aquele pão que não nos agradou agasalha uns ingredientes de nível superior. Entretanto chegam as batatas fritas, doses individuais, olhamos para elas. A Francesinha mostra tudo aquilo que vale. Carnes de topo. Na quantidade perfeita para agradar. Um bife bem temperado, bem cozinhado e com as medidas ideais. Aconchegado com uma linguiça perfeita e uma salsicha fresca no ponto. Para compor temos ainda fatias de presunto e fiambre com qualidade de fazer inveja a muitas casas.

Olhamos novamente para as batatas fritas. Não inspiram confiança. Congeladas, pequenas e sem aquele brilho que reluz dos minerais mais preciosos. Demolhamos uma, e apenas uma, no molho e verificamos que de facto a imagem inicial corresponde ao seu sabor.

Esta a faltar o cerne da questão, como já devem ter reparado. O molho. Ora bem o molho. Não agradou a ninguém. Muito liquido, pouco picante. Para nós sem aquele sabor que dever envolver toda uma Francesinha. Esta Francesinha com um molho ao nível dos ingredientes, teria sem duvida voos bem mais altos, no nosso Top e nos estômagos dos demais comensais. O local vale essencialmente pelo ambiente diferente, pela qualidade dos seus pratos e pelo preço que apresenta que, para a região que está inserido, vale a pena uma visita. A Francesinha é que não passa da mediania...para nosso lamento.

Chegamos aos 25 locais visitados ! Um número considerável,  sustentado pela vossa participação e imaginação !

Muito Obrigado a todos ! Até breve !

Parâmetros lmatias
hvara
dalves TOTAL
Local 7 8 6 7.00
Molho 4 4 5 4.33
Batatas 6 4 5 5.00
Inovação 6 6 6 6.00
Ingredientes 7 8 8 7.67
Preço 8 8 7 7.67
PONTUAÇÃO FINAL 6.33 6.33 6.17 6.28
CUSTO TOTAL 8.50 €
Filed under: Francesinhas 1 Comment
28Feb/112

Passatempo “Francesinhas à Moda do Porto”

capa_francesinhas21-200x3001

Gostavas de receber de oferta um exemplar do livro "Francesinhas à Moda do Porto"? O ProjectoFrancesinha tem 3 para te oferecer! Para tal, basta enviares um pequeno texto até 6 de Março de 2011 com o máximo de 200 caracteres a descrever o que é, para ti, um jantar com uma Francesinha à Moda do Porto para ProjectoFrancesinha@gmail.com

As melhores 3 descrições serão publicadas num post do nosso blog e receberão de oferta um exemplar do livro!!! Até já e boas francesinhas!

Filed under: Francesinhas 2 Comments
27Feb/110

Projecto Francesinha apresenta o livro “Francesinhas à moda do Porto”

capa_francesinhas2

A convite do autor João Carlos Brito, iremos no próximo dia 6 de Março participar no lançamento do livro: "Francesinhas à moda do Porto" da editora Lugar da Palavra. Fomos apanhados um pouco de surpresa com este pedido. Mas após uma conversa com o autor rapidamente nos identificamos com o conteúdo e objectivo do livro.

O livro é composto por contos de ficção, num registo que é suposto ter graça. Todos eles tem como figura principal a maior invenção gastronómica no Porto do século XX, a Francesinha. No final, o livro terá um Dicionário Gastronómico Tripeiro, com cerca de 500 entradas de vocábulos e expressões ligadas à culinária.

A Francesinha é sem duvida o maior ícone gastronómico da cidade e é aqui retratado de forma alegre como nunca se viu. Acima de  tudo é um livro de humor, para fazer rir e despertar no leitor bons momentos. Boa companhia para uma tarde solarenga numa qualquer esplanada da cidade do Porto. Esperemos que gostem, pois nós gostamos muito!

O lançamento decorrerá na Fnac de Sta Catarina pelas 17 horas. Contamos com a vossa presença e apoio!
Até breve !

Filed under: Francesinhas No Comments
16Feb/1122

Gambamar – Afinal há mais que marisco

Para esclarecer as mentes mais interessadas e/ou os mais distraídos, o Projecto Francesinha ocorre com periocidade quinzenal às terças-feiras. Mais uma terça-feira e o Projecto Francesinha não deixa as suas tarefas em mãos alheias.

Fim de tarde cinzento, com chuva aqui e ali. O Projecto Francesinha não se amedronta e parte para mais um etapa. Desta feita a escolha recai sobre o Restaurante Gambamar, local famoso pelos mariscos e seus derivados, bem como pelas Francesinhas. As expectativas estavam elevadas, o elevado número de sugestões que nos fizeram deste local sustentam esse sentimento. Nós aqui jogamos mais no campo da degustação e enfardamento propriamente dito. Deixamos o requinte e a especialidade da cozinha para quem de direito. Como diz um amigo: 'Somos uma equipa, cada um tem a sua função'. A nossa é claramente sentar, pedir, esperar, comer e apreciar os manjares que nos colocam á frente.

Chegados ao local, com estacionamento privativo. Entramos e rapidamente nos encaminham para a sala de não fumadores. Apresentam-se entradas que condizem com o nível do local, médio-alto. Todas as movimentações foram estudadas ao pormenor, não há movimentos despropositados, os empregados primam pela atenção e preocupação com que tudo esteja perfeito.

Pela primeira vez fomos reconhecidos. Não percebemos como, mas é um facto que não é propriamente do nosso agrado. Fazemos tudo por passar incógnitos. E é assim que pretendemos continuar.

Olhando para o menu reparamos que não há grande margem de manobra, apenas uma referencia á maior invenção Gastronómica Portuense do século XX. Não hesitamos e apostamos tudo, como de uma jogada de Póquer se tratasse, na Francesinha com ovo e batata frita. Enquanto ocupamos a nossa função de comensais, aguardamos acompanhados de uns queijinhos.Tudo parece correr sobre rodas, até as Francesinhas chegam á mesa acomodadas num carrinho. Algo já mais visto, mas dado ao apuro do local nada nos surpreende.

Primeiro olhar, a cor do molho não inspira muita confiança. Pelo contrário o luzir das batatas fritas auspicia boas marés. São para os nossos olhos pepitas. Tudo é colocado na mesa com primor. Iniciamos então a nossa rodada. Posicionamos algumas petitas (leia-se batatas fritas) entorno da Francesinha. Primeiro facto, mal atingimos ao queijo uma bela surpresa: o pão era ligeiramente torrado, o que deixava antever um manjar condizente com o primor e requinte do espaço. Algo não bate certo, o molho não joga bem com as batatas, muito por culpa deste e não das pepitas. Há algo que não é de facto do nosso agrado, assim como a cor, o sabor também não é do melhor que já provamos. O sabor muito forte a tomate, e provavelmente o molho de marisco, algo que não conseguimos identificar devidamente, conferem ao molho um sabor que as nossas bocas e estômagos não aprovam. Ao invés, os ingredientes estão todos lá! E de muito boa qualidade. Um bife com a altura que apreciamos, e cozinhado no ponto. A salsicha fresca surge em abundância, a linguiça também, bem como fatias de presunto e fiambre. Até camarão encontramos! De facto ingredientes de luxo e graduação elevada.

Ao contrário dos ingredientes o molho fica mal na fotografia, destoa um pouco neste ramalhete quase perfeito. Saímos com o sentimento de que esta Francesinha poderia voar muito mais alto se o molho e queijo fossem de melhor qualidade.

Já desde o longínquo 9 de Outubro de 2010 - com a entrada do Tappas - que o nosso Top 3 não era mexido. E assim sendo é com prazer que anunciamos uma entrada directa. Desta forma sólida, o Restaurante Gambamar voa para o terceiro lugar. Decisão consensual entre os quatro. Claramente uma boa Francesinha que, pensamos nós, deverá crescer ao nível do molho. De resto está, como se costuma dizer, no ponto!

Foi um final de dia bastante activo para o Projecto Francesinha, acompanhado de uma refeição à altura das espectativas. Não percam os próximos episódios, porque nós também não...

Mais uma vez agradecemos todas as sugestões, comentários e apoio que nos tem dado! A vossa participação alimenta o nosso desejo de vos trazer e apresentar as melhores Francesinhas deste país. Só com a vossa participação e apoio o Projecto Francesinha continuará e atingirá o seu objectivo: 'Apurar qual é, de facto, a melhor francesinha do país!'

Parâmetros lmatias
rpinto
hvara
dalves TOTAL
Local 8 8 8 7 7.75
Molho 6 5 5 6 5.5
Batatas 8 8 9 8 8.25
Inovação 7 7 6 7 6.75
Ingredientes 8 8 8 8 8
Preço 6 6 5 6 5.75
PONTUAÇÃO FINAL 7.17 7.00 6.83 7.00 7.00
CUSTO TOTAL 11.35 €
Filed under: Francesinhas 22 Comments